Como é a transmissão/streaming de vídeos na Edools?

Os nossos fornecedores de hospedagem de vídeos estão preparados para transmitir milhões de vídeos simultaneamente, usando CDN’s (Content Delivery Network; em português, Redes de Fornecimento de Conteúdo). As CDN’s são redes interligadas ao redor do mundo que cooperam de maneira invisível ao usuário final para entregar conteúdo. Isso significa que os vídeos subidos na Edools são transmitidos através da rede CDN mais adequada à região do usuário. Na Edools especificamente, esta transmissão é feita via CDNetworks, empresa líder global neste tipo de tecnologia.

Quando um vídeo é subido na Edools, automaticamente é criada uma série de “cópias” derivadas do arquivo original. Isso acontece para que, na ponta final, seja entregue a “cópia” mais adequada ao dispositivo/ambiente do usuário. Embora este arquivo original e suas cópias fiquem hospedadas via Amazon S3 em servidores nos Estados Unidos, elas não são entregues ao usuário a partir desta fonte. Ao invés disso, elas são entregues muito mais rapidamente através das redes CDN, utilizando aquela mais adequada à localização do usuário.

Isso garante que os vídeos da Edools sejam transmitidos muito bem em qualquer lugar, usando fornecedores tops de linha nas tecnologias necessárias.

No entanto, é importante ressaltar que não é possível para a Edools (nem seus fornecedores) controlar todos os estágios da cadeia de transmissão dos vídeos até a visualização de cada usuário individualmente. Nos passos possíveis de serem controlados (upload, criação de derivados, propagação via CDN), tudo funciona de maneira bem rápida e são raros os casos de perda significativa de performance nesses processos.

Os estágios principais da cadeia onde não temos como controlar são:

  • Conexão fornecida pelo provedor de acesso do usuário final: Sabidamente, é extremamente comum que seja entregue uma velocidade de conexão consideravelmente menor do que a contratada. Mesmo que o usuário tenha um plano de 10MB de velocidade, há uma chance grande da velocidade real ser muito menor.
  • Falha na distribuição local: Muitas vezes, acontecem problemas na distribuição local de rede, gerando problemas na visualização de vídeos. Como essa situação não é visível ao usuário, é comum que o mesmo ateste um diagnóstico positivo de sua conexão, quando há um problema de distribuição mais amplo na região do país em que ele se encontra.
  • Configurações pessoais e ambiente de visualização: Especificações pessoais de software e hardware do usuário afetam a visualização dos vídeos e costumam passar despercebidas. O usuário leigo pode não identificar situações que prejudiquem sua conexão. Por exemplo, um usuário pode estar assistindo as aulas enquanto várias outras pessoas conectadas à mesma rede sobrecarregam a conexão. É comum este usuário relatar problemas alegando ter uma velocidade contratada alta.

Automaticamente, são feitos paliativos para evitar ao máximo os problemas, como determinar a qualidade de vídeo mais indicada para a conexão do usuário e escolher dinamicamente entre um player Flash ou HTML5, dependendo do que se adequar melhor ao ambiente.

A transmissão de vídeos é algo naturalmente pesado em termos de conexão. Há alguns requisitos mínimos para os vídeos na Edools terem boa performance (veja mais aqui), mas, de maneira geral, o divisor de águas nesta questão é a infra-estrutura de rede local. Lembrando que isso diz respeito tanto às especificidades de cada usuário, quanto questões mais amplas de sua região.

Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Artigo fechado para comentários.
Powered by Zendesk